No princípio…

Começando pelo inicio, o meu contacto o sistemas operativos Linux já vem de longe. Para além de alguns colegas mais entusiastas que me chamavam com um “já viste aqui a minha máquina” o que nem sempre me convencia, lembro-me de ter comprar há muitos anos atrás uma revista de informática inglesa em que o CD incluía uma distribuição de Linux (no tempo em que as revistas de informática tinham CD de oferta). Claro está que numa das noites seguintes se fez noitada lá por casa, para guardar todas as coisas em que tinha interesse, dizer adeus ao Windows (já não sei que versão) e olá ao Linux. Lembro-me que todo o processo terminou pelas 06h00 e com relativa desilusão pois se a instalação foi conseguida já por a placa gráfica a funcionar correctamente foi impossível. E ver tudo em tons cinzento, granulado e a fazer lembrar uma EGA (https://en.wikipedia.org/wiki/Enhanced_Graphics_Adapter) não era propriamente uma experiência electrizante.

Com o insucesso em colocar a placa gráfica a funcionar, veio mais uma noitada para repor o Windows no PC. Durante algum tempo Linux foi uma palavra proibida lá em casa!

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s